A GRAVIDEZ E O PARTO

Varizes na gestação

O que são?

 

Varizes, ou veias varicosas, são veias dilatadas, com volume aumentado e que se tornam tortuosas e alongadas com o decorrer do tempo.

 

Microvarizes, ou telangiectasias, são varizes intradérmicas, superficiais e, por esse motivo, adquirem uma coloração mais avermelhada ou arroxeada.

 

São mais comuns em mulheres do que em homens.

 

Como se desenvolvem?

 

As artérias levam o sangue do coração para as extremidades, e as veias trazem-no de volta para o coração. Neste trajeto arterial, o sangue é impulsionado pelos batimentos cardíacos, já no trajeto venoso, o sangue é impulsionado pela contração dos músculos, principalmente pelos existentes nas panturrilhas (“batata da perna”).

 

Dentro de cada veia existem pequenas válvulas que impedem que o sangue que foi impulsionado pela contração muscular, retorne para as extremidades. Quando as válvulas não se fecham adequadamente, esse retorno acontece e é denominado de refluxo venoso. Quando isto ocorre, aumenta a quantidade de sangue dentro das veias, fazendo com que elas sofram uma dilatação e formem as varizes.

 

Um dos principais fatores para o desenvolvimento das varizes é o hereditário ou familiar. O fator genético ocasiona uma diminuição da resistência das paredes das veias e falha no funcionamento das válvulas (insuficiência valvular).

 

Outro fator importante é o hormonal. Durante as gestações, há uma maior liberação de hormônios, o que pode ocasionar diminuição do tônus (tensão) da parede das veias, favorecendo a sua dilatação. Ainda na gravidez, o aumento do tamanho do útero faz com que ele exerça compressão sobre as veias do abdômen, dificultando a subida do sangue das pernas em direção ao coração, também desencadeando a formação de varizes.

 

O aparecimento de varizes na gestação é um sinal de que a circulação não está funcionando bem, por isso, pode aparecer celulite nas coxas, bumbum e quadris.

 

Existem estudos comprovando a relação entre o número de gestações e o aparecimento de varizes. O uso prolongado de anticoncepcionais e outros tratamentos hormonais também são fatores agravantes. A obesidade e o tipo de trabalho (pessoas que trabalham muitas horas em pé) também favorecem o desenvolvimento de varizes.

 

Quais os sintomas?

 

Dor, cansaço e sensação de peso nas pernas são os sintomas mais freqüentes, mas podem ocorrer também, ardência, edema (inchaço), câimbras e dormência. Os sintomas tornam-se mais acentuados no final do dia, e piora nos momentos de temperatura elevada.

 

Como se faz o diagnóstico?

 

O diagnóstico é feito, basicamente, através da realização exame físico.

 

O exame utilizado para avaliação de refluxo venoso, e como auxiliar do tratamento cirúrgico, é o Ecodoppler venoso (ultrassonografia que avalia o fluxo venoso superficial e profundo).

 

Como se faz o tratamento?

 

O tratamento das varizes pode ser conservador, em alguns casos, e consiste no uso de meias-elásticas e utilização de medicamentos que melhorem o fluxo venoso.

 

Entretanto, a cirurgia de varizes, sem dúvida, é sempre o tratamento ideal para se evitar as complicações próprias da evolução da doença, tais como, edema (inchaço), dermatites, pigmentações e endurecimento da pele, úlceras varicosas e tromboflebites (inflamação da parede da veia com formação de coágulo).

 

O tratamento mais utilizado para microvarizes, ou telangiectasias, é a escleroterapia, através de injeções de medicamentos (“aplicações”).

 

Outra opção é a utilização do Laser. Todavia, o método tem limitações por ser dispendioso, devido ao alto custo dos aparelhos, e porque pode ocasionar manchas hipocrômicas (brancas) na pele.

 

Quando relacionadas a uma gravidez, o tratamento de varizes pode ser feito três meses após o parto, sendo que parte delas pode vir a desaparecer após o nascimento do bebê. Os médicos, no entanto, recomendam em caso de varizes que provocam dor, a injeção de agentes que as secam com substâncias não perigosas ao feto.

 

Como se previne?

 

É possível prevenir o aparecimento de varizes mantendo um peso corporal adequado, evitando ficar muito tempo de pé, usando meias-elásticas e praticando atividades físicas sem muito peso.

 

A grande maioria dos médicos recomenda eliminar as varizes antes de engravidar para evitar que piorem durante a gestação.

Clínica Jardim
Av. Getúlio Vargas, 473
Centro - Estância - Sergipe
Atendimento
Ligue e agende sua consulta
(79) 3522-0234 ou (79) 99986-1676
Segunda a Sexta das 6:30h às 19:00h

Obs.: Os textos e os artigos publicados no site Clínica Jardim não devem ser utilizados com finalidade diagnóstica ou terapêutica. Consulte o seu médico regularmente.