A GRAVIDEZ E O PARTO

Prevenindo o trabalho de parto prematuro

Uma gestação com duração completa tem aproximadamente 40 semanas. Os bebês que nascem antes de 37 semanas são considerados prematuros e podem ter problemas de saúde em decorrência da antecipação do seu nascimento.

 

A gestante que começar a sentir as contrações para ter o bebê antes do tempo, estará apresentando um quadro chamado trabalho de parto prematuro.

 

As causas do trabalho de parto prematuro não são totalmente compreendidas. Qualquer mulher pode ter trabalho de parto prematuro e as seguintes situações estão associadas com o aumento deste risco:

 

  • Um parto prematuro em gravidez anterior;

  • Três ou mais abortos espontâneos seguidos;

  • Problemas de sangramento;

  • Gestação com mais de um bebê (gêmeos);

  • Útero de forma anormal;

  • Infecções do trato urinário, vagina, colo do útero, etc;

  • Ganho de peso insuficiente, má alimentação, falta de cuidados no pré-natal;

  • Fumar na gravidez, beber álcool, ou usar drogas;

  • Estresse emocional severo;

  • Mãe muito jovem, com menos de 18 anos, ou mais velha, com mais de 35 anos;

  • Mãe com peso menor que 46kg no início da gravidez;

  • Esta lista não inclui todos os fatores. Se você tiver dúvidas sobre essas condições, discuta-as com seu médico.

  • Estar com risco aumentado para o trabalho de parto prematuro não quer dizer que você irá apresentá-lo, porém, independentemente de ter ou não risco, procure saber quais são os sinais de alerta e como sentir o seu útero (ventre) para poder identificar se você está ou não em trabalho de parto.

  • É possível prevenir o nascimento prematuro de um bebê, em alguns casos, se os sinais iniciais forem reconhecidos e as medidas corretas forem tomadas em tempo hábil.

 

Os sinais de alerta de trabalho de parto prematuro são:

 

  • Contrações a cada 15 minutos (ou menos) e com duração de 20 segundos (ou mais);

  • Contrações que se tornam cada vez mais freqüentes;

  • Cólicas que vêm e vão e que não desaparecem (parecidas com as menstruais);

  • Pressão na pelve (baixo ventre), costas e região interna das coxas;

  • Sensação de que algo está forçando para baixo;

  • Perda de sangue pela vagina;

  • Saída de líquido pela vagina;

  • Febre de 38oC ou mais (com ou sem calafrios);

 

Lembre-se de que o trabalho de parto prematuro pode não ser doloroso.

 

Caso apresente qualquer um dos sinais listados acima, adote as seguintes providências:

 

  • Deite-se do lado esquerdo, por uma hora (evite deitar de barriga para cima);

  • Beba de 2 a 3 copos de água ou suco em 1 hora;

  • Concentre-se em seu ventre para sentir as contrações e marque a distância (em minutos) existente entre uma e outra;

 

Caso os sintomas não desapareçam em 1 hora, ou se houver saída de líquido ou de sangue pela vagina, não espere mais. Ligue para o seu médico!

 

Ao ligar para o médico ou para a secretária: diga seu nome, o mês de gravidez em que se encontra e quais os sintomas que está sentindo.

Clínica Jardim
Av. Getúlio Vargas, 473
Centro - Estância - Sergipe
Atendimento
Ligue e agende sua consulta
(79) 3522-0234 ou (79) 99986-1676
Segunda a Sexta das 6:30h às 19:00h

Obs.: Os textos e os artigos publicados no site Clínica Jardim não devem ser utilizados com finalidade diagnóstica ou terapêutica. Consulte o seu médico regularmente.