MORFOLÓGICA FETAL

Morfológica Fetal

Uma grande dúvida das gestantes é a diferença entre os exames de ultrassonografia obstétrica e os exames morfológicos fetais.

 

A ultrassonografia obstétrica é um exame de rotina (Nível I e II) que avalia a morfologia simples, o crescimento fetal, a quantidade de líquido amniótico e a localização da placenta.

 

São dois os tipos de ultrassonografia morfológica:

 

ULTRASSONOGRAFIA MORFOLÓGICA DO PRIMEIRO TRIMESTRE

 

Período de realização: entre 11 e 14 semanas de gravidez.

 

 Objetivos:

  • Confirmação da vitalidade fetal

  • Datação da gravidez

  • Diagnóstico de gestações gemelares e determinação da sua corionicidade (número de placentas)

  • Diagnóstico precoce das malformações fetais graves

  • Determinação do risco de doenças cromossômicas, como a síndrome de Down

 

O que se observa na ultrassonografia morfológica do primeiro trimestre?

  • Osso Nasal: Fetos com síndrome de Down em 60 a 70% dos casos apresentam-se sem visualização do osso nasal entre 11 e 14 semanas.

  • Translucência Nucal (TN): Corresponde ao acúmulo de líquido na nuca do feto. Sua medida entre 11 e 14 semanas de gestação (feto medindo entre 45mm e 84mm da cabeça até a nádega) associada à idade materna oferece um método eficaz de rastreamento da síndrome de Down, outras cromossomopatias, malformações cardíacas, displasias esqueléticas e síndromes genéticas.

  • Avaliação do Ducto Venoso – detecta precocemente problemas cardíacos

  • Avaliação da Válvula Tricúspide – detecta precocemente problemas cardíacos

  • Tórax e coração fetais

  • Abdome fetal

  • Quadril, braços, mãos, pernas e pés

 

ULTRASSONOGRAFIA MORFOLÓGICA DO SEGUNDO TRIMESTRE

 

É um exame extremamente detalhado e, por isso, costuma demorar bem mais tempo que os outros (cerca de 30 a 40 minutos).

 

Período ideal de realização: de 20 a 24 semanas de gravidez.

 

Objetivo:

  • A ultrassonografia morfológica do segundo trimestre é a principal ferramenta diagnóstica na detecção pré-natal de anomalias congênitas.

O que se observa na ultrassonografia morfológica do segundo trimestre?

  • Anatomia fetal interna e externa

  • Marcadores maiores e menores das anomalias cromossômicas (doenças genéticas)

  • Verificação funcional de todos os segmentos do concepto (sistema neurológico, aparelho digestivo e aparelho urinário)

  • Biometria fetal completa

  • Descrição detalhada de toda a morfologia fetal

 

NÍVEIS DOS EXAMES DE ULTRASSONOGRAFIA

 

Nível I

  • Ultrassonografia obstétrica simples

  • Exame realizado por ultrassonografistas e radiologistas

  • Faz a avaliação biométrica e morfológica simples do feto

  • Utiliza equipamentos com configuração básica

 

Nível II

  • Ultrassonografia obstétrica de rotina

  • Exame realizado por ultrassonografistas e radiologistas

  • Faz a avaliação biométrica e morfológica simples do feto

  • Utiliza equipamentos com configuração básica

 

Nível III

  • Ultrassonografia Morfológica realizada por Especialistas em Ultrassonografia ou em Medicina Fetal

  • Faz a avaliação pormenorizada da anatomia fetal, dos marcadores para doenças genéticas, a verificação funcional de todos os segmentos do concepto, realiza a biometria fetal completa e descreve detalhadamente toda a morfologia fetal

  • Utiliza equipamentos de maior porte, alta resolução e com configuração avançada

 

Nível IV

  • Ultrassonografia Morfológica Genético-fetal realizada por Especialistas em Medicina Fetal

  • Faz o estudo biométrico, morfológico e funcional de todos os segmentos do concepto, além de formular hipóteses diagnósticas e realizar o aconselhamento genético

  • Utiliza equipamentos de maior porte, alta resolução e com configuração avançada

     

Clínica Jardim
Av. Getúlio Vargas, 473
Centro - Estância - Sergipe
Atendimento
Ligue e agende sua consulta
(79) 3522-0234 ou (79) 99986-1676
Segunda a Sexta das 6:30h às 19:00h