SAÚDE DA MULHER

Cólica menstrual (dismenorréia)

O que é?

 

Também chamada de menstruação dolorosa ou cólica menstrual, a dismenorréia é a dor pélvica (baixo ventre) que ocorre antes ou durante o período menstrual, de modo cíclico, impedindo as atividades normais ou necessitando de medicação específica.

 

Como se desenvolve?

 

De acordo com a presença ou não de alterações estruturais do aparelho reprodutivo feminino, a dismenorréia pode ser classificada em primária ou secundária.

 

A dismenorréia primária é a menstruação dolorosa na ausência de lesões nos órgãos pélvicos. Geralmente, acompanha os ciclos menstruais normais e ocorre logo após as primeiras menstruações, cessando ou diminuindo de intensidade com o passar dos anos e com a chegada da gravidez. Sua causa está relacionada à produção de substâncias chamadas de prostaglandinas, a quais promovem contrações uterinas dolorosas.

 

A dismenorréia secundária está associada a alterações do sistema reprodutivo, como endometriose, miomas uterinos, infecção pélvica, anormalidades congênitas da anatomia do útero ou da vagina, uso de DIU (dispositivo intra-uterino), entre outras. Comumente, inicia dois ou três anos após a menarca (primeira menstruação).

 

Quais os sintomas?

 

O principal sintoma é a dor do tipo cólica, que pode ser branda, causando desconforto, sensação de peso no ventre ou nas costas. Também pode ser moderada, causando, além do desconforto, sensação de mal-estar, diarréia e dor de cabeça.

 

Em alguns casos, pode ser muito forte, incapacitando a mulher de realizar suas atividades habituais, durando de dois a sete dias, sendo acompanhada de palidez, suor frio, vômitos, dor nas costas, nas coxas e cefaléia.

 

Como se faz o diagnóstico?

 

O diagnóstico é clínico baseado, principalmente, na história e no exame físico ginecológico, necessitando, algumas vezes, de exames complementares que excluam outras causas de dor, tais como dosagens hormonais, ultra-sonografia transvaginal e laparoscopia.

 

Como se trata?

 

O tratamento da dismenorréia primária inclui o uso de medicações da classe dos antiinflamatórios: os AINE (antiinflamatórios não esteróides) tomados um pouco antes e durante toda a menstruação que bloqueiam a produção das prostaglandinas. Também são usados anticoncepcionais, em uso contínuo ou cíclico, pois o ciclo anovulatório é geralmente menos doloroso.

 

É recomendada uma dieta com menos gordura animal, laticínios e ovos, insistindo na ingestão de vegetais, sementes cruas e nozes. O exercício físico moderado e regular e medidas gerais, como bolsa de água quente, banho morno e massagens relaxantes auxiliam no alívio da dor.

Clínica Jardim
Av. Getúlio Vargas, 473
Centro - Estância - Sergipe
Atendimento
Ligue e agende sua consulta
(79) 3522-0234 ou (79) 99986-1676
Segunda a Sexta das 6:30h às 19:00h

Obs.: Os textos e os artigos publicados no site Clínica Jardim não devem ser utilizados com finalidade diagnóstica ou terapêutica. Consulte o seu médico regularmente.